Síndrome do túnel do carpo

Entenda a Doença/Síndrome do túnel do carpo


15 de Janeiro, 2017.

Síndrome do túnel do carpo

O sintoma mais comum da síndrome do túnel do carpo é a dormência das mãos, acompanhada ou não de dor que melhora ao massagear ou agitar o membro afetado. Com o tempo, o paciente pode se queixar de fraqueza nas mãos ao realizar algumas atividades, como girar uma tampa de garrafa, ou mesmo derrubar objetos. Geralmente, há piora dos sintomas à noite. Causada pela compressão do nervo mediano ao nível do túnel do carpo, que localiza-se no punho, esta é a compressão periférica mais frequente e conhecida. Acomete mais mulheres, acima de 40 anos, embora possa ocorrer também em homens e em todas as faixas etárias. Gravidez e algumas doenças sistêmicas podem estar associadas, como diabetes, alterações hormonais diversas e gota. O diagnóstico é realizado pelo cirurgião de mão, com base nos sintomas do paciente e exame físico. Alguns exames, como eletroneuromiografia e ultrassonografia, complementam o diagnóstico. O tratamento pode ser conservador (utilizando-se medicações, órteses e fisioterapia) ou cirúrgico, e depende do tempo de evolução e gravidade do quadro, além da presença de doenças associadas.